CORONAVÍRUS CAUSARÁ AUMENTO NO PREÇO DA ENERGIA ELÉTRICA

A crise provocada pelo vírus Covid-19 afeta os setores de indústria e serviços, e, claramente, o setor energético não escapou desses efeitos.

Com a quarentena e as demais medidas de isolamento, houve uma drástica diminuição do consumo energético na indústria e comércio, que representam 53% do total da energia consumida no País, principalmente pelo uso de motores e outros equipamentos de alta potência.

Esta diminuição, acentuada pelo desemprego, inadimplência dos consumidores e ainda isenções de tarifas, representam uma grande redução de faturamento para as distribuidoras, causando um desequilíbrio econômico-financeiro em suas contas, e prejuízo nas receitas projetadas.

Ressalta-se ainda que o contrato de compra da energia proveniente de Itaipu provocou aumento nas contas públicas devido à alta do dólar.

Por essas razões, as distribuidoras de energia elétrica buscam uma compensação junto ao governo federal para recompor suas contas.

O Governo Federal prevê um financiamento entre R$ 10-14 bilhões que ajudará as distribuidoras a reduzir suas perdas em virtude do vírus Covid-19.

Entretanto, este socorro serve apenas para adiar o aumento médio de 12% nas contas de luz dos consumidores, com início previsto para o segundo semestre e duração de longos 5 anos.

Será que dá para ficar livre deste aumento no preço da energia elétrica?

A resposta é, sim, é possível, desde que você se interesse em gerar sua própria energia elétrica.

A melhor forma é utilizar a energia do sol, gratuita, e ter um gerador fotovoltaico, ou seja, através de placas fotovoltaicas que captam a luz do sol e transformam em energia elétrica.

Com um sistema de geração de energia solar fotovoltaica, a energia gera créditos em sua conta de energia elétrica, ou seja, sua fatura apresentará os créditos gerados no mês pelo sistema e o consumo, já aplicando o abatimento na conta.

O crédito excedente pode ser usado em até 60 meses a partir de sua geração.

Devido a este aumento e outros que virão em breve, pois esta situação não tem data definida para terminar, investir em auto geração traz um ganho interessante, ainda mais se considerar os baixos rendimentos nos investimentos no mercado financeiro atual.

Investir em energia solar fotovoltaica traz economia e tem um rápido retorno do investimento, se considerarmos os aumentos sucessivos, os acréscimos devidos à época de seca, bandeira vermelha ou amarela e as crises, como a atual.

Instalar um sistema de geração conectado à concessionária, chamado sistema “grid tie” ou “on grid”, você estaria isento tanto dos aumentos quanto do pagamento do consumo de sua conta de energia que paga hoje, ficando apenas com a tarifa mínima.

Energia fotovoltaica trará o mesmo conforto que você tem hoje, mas de forma econômica, ecológica, silenciosa e ainda contribuindo para o meio ambiente.

A economia é certa e se inicia a partir da conexão do sistema fotovoltaico.

Para um consumo de 7.500 kWh/mês, a uma tarifa (já com impostos) de R$ 0,69/kWh, temos uma conta de R$ 5.175,00.

Com o aumento de 12% teremos R$ 5.796,00.

 

 

 

 

São R$ 621,00 a mais por mês, em sua fatura, conforme acima, pagos durante 5 anos (total R$ 37.260,00.).

Se acrescidos da tarifa da bandeira vermelha, sua conta chega a R$ 6.320,40 mensais, aumentando ainda mais essa diferença.

 

 

 

 

Um acréscimo de R$ 1.145,00 a mais nos meses com tarifa de bandeira vermelha, pagos durante 5 anos (60 meses x R$ 1.145,00) em sua fatura, totalizando, R$ 45.126,00.

 

 

 

Esses valores seriam reduzidos (à tarifa mínima) se houvesse geração fotovoltaica para compensar a energia consumida.

Em resumo, com a geração fotovoltaica, sua conta de energia cairia para o valor mínimo, de acordo sua instalação.

A melhor alternativa para ficar longe dos aumentos no preço da energia elétrica é um sistema de geração solar fotovoltaica, economizando, gerando energia elétrica para a rede e contribuindo com o País para evitar grandes investimentos nessa área.

Alltomatic – Soluções em Energia e Automação

SóSolar – Soluções em Energia

Related Post

0 Comments

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.