Energia Solar Fotovoltaica

Energia Solar Fotovoltaica – On Grid ou Off Grid – Dicas para a melhor opção

Muitos ficam em dúvidas sobre qual sistema de gerador de energia solar deveriam escolher, qual a melhor alternativa.

As duas alternativas são ótimas, pois usará o sol, fonte inesgotável de energia luminosa e de calor, para gerar energia e sem precisar de Diesel, gasolina, gás, queima de biomassa, os mais conhecidos, para produzir energia elétrica, bastando usar, apenas, o sol.

Sistema On Grid (ou Grid Tie)

Quando se está perto de uma rede elétrica, é aconselhável utilizar o sistema On Grid, pois a energia gerada pelo sistema solar fotovoltaico será endereçada à rede elétrica da concessionária. O que foi produzido, pela Resolução Normativa 482 (de 2012), irá gerar créditos que podem ser utilizados por até 5 anos (60 meses), a partir da data de sua produção. Sua conexão com a rede da concessionária não se alterará, mas apenas o medidor de energia é que será substituído para contabilizar o crédito e o que foi consumido.

Na prática, como exemplo, se foi gerado 1.000 kWh naquele mês e você consumiu apenas 800 kWh, ficará com um crédito de 200 kWh para ser consumido e não pagará pelo custo da energia. Ao contrário, se consumir 1.300 kWh neste mesmo mês, a diferença é de 300 kWh e será devido o valor correspondente aos 300 kWh adicionais, ou seja, tudo se baseia nos créditos gerados e no consumo.

Os projetos devem considerar a energia média consumida ao longo de, no mínimo, 12 meses, pois dessa forma, é possível avaliar o perfil do consumidor, seja uma residência, comércio ou indústria. Claro que, para estes últimos, a quantidade de energia consumida é muito maior do que numa residência.

No sistema On Grid a energia é direcionada para a rede da concessionária e, neste caso, a rede funciona como uma “bateria”. Esta energia é direcionada para outros consumidores que estão usando energia neste momento e que estão conectados à mesma rede de energia e a concessionária comercializa essa energia ao preço vigente. Por outro lado, como mencionado acima, o gerador da energia fotovoltaica terá seu crédito no valor dos kWh produzidos no mês.

Se estiver fora de casa (em férias, trabalhando) e houver consumo baixo de energia, a geração excedente será creditada em sua conta, simplesmente.

O sistema é composto por placas solares, inversor solar On Grid (que transforma a corrente contínua das placas solares em alternada), um sistema de proteção e conexão ao quadro elétrico do local e de acordo com a instalação (monofásico, bifásico ou trifásico).

 

Sistema Off Grid

No caso de um sistema solar fotovoltaico Off Grid é um pouco diferente, pois ele é isolado e não é conectado à rede da concessionária.

Mas, nessa situação, para onde irá a energia que foi gerada?

Se não há a rede elétrica para direcionar a energia gerada será necessário acumular num conjunto de baterias, conectadas adequadamente, de forma que, na necessidade de utilizar para um eletrodoméstico ou iluminação, essa energia virá da bateria.

O sistema também terá placas solares, mas o dimensionamento será baseado no consumo em kWh dos equipamentos, considerando a potência de cada um e o número de horas que estes equipamentos ficam ligados por dia.

Para melhor entendimento, consideremos uma geladeira.

Se estiver indicado em sua etiqueta a potência de 800 Watts (também válido para outros equipamentos), isso significa que o consumo é de 800 Wh. Como a geladeira fica ligada (há tabelas das concessionárias) por cerca de 8 horas por dia, isso significa que o consumo diário de uma geladeira é de 8 x 800 Wh = 6,4 kWh/dia. E assim, sucessivamente, para todos os equipamentos que serão usados.

A somatória desses valores de consumo será considerada para o dimensionamento da quantidade de placas a serem instaladas e qual o tempo que se deseja que as baterias forneçam energia.

O sistema Off Grid fornece energia através das baterias. Como a energia fornecida por elas é fixa e firme, a qualidade da energia é mais estável e sem oscilações, com ótima qualidade para os equipamentos.

É possível projetar para todos os equipamentos, mas irá demandar um número grande de baterias, o que torna o sistema com um preço um pouco mais elevado do que o sistema On Grid e a necessidade de um estudo técnico do inversor (ou inversores) ou cabos a serem utilizados na instalação.

Instalações Off Grid são compostas por: placas fotovoltaicas, controlador de carga das baterias (não deixa que elas se descarreguem por completo e diminuindo a vida útil das mesmas), proteções elétricas, baterias e inversor Off Grid de corrente (de contínua para alternada). Devido às baterias estacionárias (especiais) é que o sistema tem um investimento maior.

Este sistema permite que o usuário fique completamente desconectado e independente da rede elétrica da concessionária, das tarifas vermelhas, de aumentos etc. e de quaisquer alterações na lei atual da ANEEL, desde que sejam feitos os estudos adequados para o uso.

 

Sistema Misto (erroneamente conhecido como Híbrido)

Como alternativa é conveniente usar um sistema misto: durante o dia usar o sistema Off Grid para  as cargas essenciais e On Grid para as outras cargas.

O sistema misto funciona da seguinte forma:  as placas fotovoltaicas geram energia e mantém as baterias carregadas, cuja energia alimenta as cargas essenciais. A geração de energia das placas fotovoltaicas é superior ao armazenamento das baterias e o excedente é inserido na rede da concessionária gerando créditos, como no sistema On Grid.

Exemplos de cargas essenciais (equipamentos essenciais): geladeira, freezer, TV, roteador (internet), lâmpadas LED (consomem menos energia) e 1 laptop, sendo usados por um período de 6 a 8 horas, conscientemente, para que as baterias não descarreguem rapidamente.

O sistema misto terá as placas solares, dois inversores (um para o sistema On Grid e outro para o Off Grid), controlador de carga e proteções elétricas.

Este é o sistema ideal para ser instalado e acreditamos que este é o sistema que deverá ser mais usado dentro em breve, ainda mais com baterias cada vez mais duradouras (lítio, por exemplo), compactas e com capacidade de cargas e descargas de muito ciclos.

Este é o futuro: gerar a energia elétrica sem depender da concessionária!

Ficou interessado?

Contate a Alltomatic – Soluções em Energia e Automação ® e faça seu orçamento – www.alltomatic.com.br – contato@alltomatic.com.br

Related Post

0 Comments

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.