Gere sua própria Energia Elétrica e fique livre dos aumentos.

Foram uma sensação as primeiras calculadoras movidas a energia solar. Era só fazer com que a célula captasse a luz para que elas funcionassem, tão bem quanto uma movida a pilha.

Era o inicio de uma nova era na produção de energia!

Edifícios modernos, chamados construções verdes, empregam a energia solar cada vez mais, tanto para aquecimento da água como geração de energia.

A geração de energia é realizada através de painéis solares (ou fotovoltaicos). Estes  captam a luz solar e a transformam em energia elétrica por processo químico entre os materiais que compõem as placas.

O uso do silício cristalino tornou mais acessível o uso das placas solares fotovoltaicas.

Na Europa é comum visualizar as sistemas solares fotovoltaicos no teto das residências, para geração de energia elétrica.

Você pode perguntar: mas e nos dias em que a luz solar não for suficiente? 

A energia produzida é calculada com base no consumo médio anual e, neste caso, muitos outros dias de luz intensa compensarão a menor geração destes dias, uma vez que o excedente da geração gera créditos junto à concessionária (sistema “grid tie”, popularmente, “on grid”), por até 60 meses (5 anos!).

Caso a energia seja acumulada em baterias (sistema “off grid”), estas são dimensionadas de acordo com a energia necessária e pelo período estimado sem luz solar suficiente. Apesar disso, mesmo em dias nublados e com chuva, durante o dia, o sistema gera energia, mesmo que em menor quantidade.

Seu uso proporciona muita economia na conta de energia elétrica e seu investimento é recuperado, num prazo que varia, em função da quantidade placas utilizadas, por exemplo.

Competições universitárias de carros movidos exclusivamente por  energia solar fotovoltaica são realizadas. A cada ano a evolução na autonomia é surpreendente. O Brasil sempre participa destas provas, com grande sucesso e equiparando-se aos países de primeiro mundo. Os carros chegam a atingir uma velocidade de 70 km/h.

Em Nova Iorque você pode carregar a bateria de telefones celulares gratuitamente, usando a energia solar. A carga completa é feita em pouquíssimo tempo e, em trinta minutos se tem 30%, do total da carga. Outras tecnologias para carregamento acelerado estão surgindo no mercado.

Na Índia, alguns ônibus tem painéis solares, para alimentar o ar condicionado e um um projeto para paradas de ônibus sustentáveis em zonas rurais. Nestas, prevê-se que telhados terão placas solares para lâmpadas, ventiladores e bombas de água.

Já há estádios e ginásios, com placas instaladas nos seus tetos, com placas solares, um exemplo de ginásio é o Staples Center em Los Angeles com uma enorme quantidade de painéis.

No Brasil, estádios foram construídos para a Copa do Mundo de 2014, que utilizaram esta fonte de energia alternativa. Um exemplo é o Estádio de Belo Horizonte o “Mineirão”, o Governo de Minas Gerais, juntamente com a fornecedora de energia solar CEMIG, construíram uma usina solar fotovoltaica, composta de 6.000 placas, que produzirá energia para ser distribuída na rede elétrica à consumidores.

O Governo de São Paulo, também pensa em instalar placas para a captação de energia, nos pátios do Metrô e reduzir assim os custos com a energia elétrica com uma energia limpa e renovável.

A energia gerada pelas células fotovoltaicas é energia limpa, de fonte inesgotável (sol), não poluente, é muito vantajosa, renovável (nunca acaba) e de baixíssima manutenção. A geração do sistema é mantida, de acordo coma normas internacionais, por até 25 anos!

É possível se energizar, áreas não atendidas pelas concessionárias de energia, possibilitando gerar energia para residências, edifícios, galpões, fábricas, chácaras, sítios e fazendas e várias outras alternativas.

Interessado em produzir energia elétrica limpa, renovável e de fonte inesgotável para sua casa ou negócio? Consulte a Alltomatic.

Related Post

0 Comments

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.